quinta-feira, 23 de junho de 2016

O GAY PASSIVO E GAY ATIVO

Ainda tentamos falar sobre sexo com receios embasados em preconceitos pessoais, geralmente doutrinados por crenças que desde pequenos nos ofereceram goela abaixo. O sexo ainda é um tabu. Sexo anal ainda é tido como algo exclusivo a gays, e as mulheres que praticam não se sentem à vontade para falar sobre o assunto. Temos uma hierarquia sexual, deram um nome para ela nos dias atuais; sexismo. O sexismo nada mais é que o conceito de que existe uma forma sexual superior a outra. Ser Gay passivo ainda é algo que não é bem visto dentro do próprio grupo ao qual o indivíduo se insere. Incrivelmente, temos ainda um conceito que se um Hétero pratica sexo anal com outro homem de forma ativa não é gay e sim apenas macho. Que ilusão! Se você se relaciona com outro homem, e não interessa o que você quer acreditar, sim, você é homossexual ou bissexual.


A imagem do Gay ativo que é tido como Hétero é uma construção dos modelos de relacionamentos sociais que excluem a mulher como parte integrante. Explicando de forma simples, ser gay passivo é algo ultrajante, receber a penetração é tida ainda como uma forma de dominação que ridiculariza e minimiza o valor do outrem. Assim como na sociedade heteronormativa em que ser mulher é algo que ainda é visto como ‘’o sexo frágil’’, ser passivo é tão ou pior que ser do sexo feminino.


Ativos e Passivos e suas variações Versátil; aquele que é tanto ativo quanto passivo, e que em muitos dos casos é um rótulo que apenas existe no imaginário de muitos gays é apenas uma forma de não assumir serem passivos. Ainda se acredita que ser Passivo é querer ser Mulher, tornar-se mulher, ser possuído como uma. Não existe problema nenhum nisso, porém deve se levar em consideração que a maioria dos Gays masculinos nunca quiseram se tornar mulher ou fingir ser uma. A sombra da heterossexualidade no indivíduo Gay ou Lésbica ainda é nebuloso, traz dor e sofrimento para algo que deveria não mais ser um tabu e sim parte da sexualidade humana e suas múltiplas possibilidades.


Dixe seu comentário e interaja com outros usuários do Blog!





2 comentários:

  1. Acho que tanto faz desde que haja tesão agora o que acaba com o tesão é homem que quer se portar como mulher e até na hora do rala e rola tem que ser homem pô!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite,

      Entendo que tanto faz na preferencia sexual, porém o post trata sobre a carga de preconceito sobre as costas do Passivo...


      Obrigado pelo comentário e participe sempre.
      Abraços

      Excluir

LEU?! GOSTOU? NÃO GOSTOU? DEIXE SEU COMENTÁRIO, PARTICIPE...